Parque Villa-Lobos, em São Paulo, ganha biblioteca acessível

Foto da biblioteca do Parque Villa-Lobos
Compartilhe:

Foi inaugurada no último sábado, 20, a Biblioteca Parque Villa-Lobos. Localizada dentro do parque, ao lado do Orquidário Ruth Cardoso, na zona oeste de São Paulo, o espaço funcionará de terça a domingo, das 10 às 19 horas, segue o modelo e a experiência já adquirida na Biblioteca de São Paulo (BSP), instalada no Parque da Juventude.

"A cidade de São Paulo, a região metropolitana, ganha hoje uma das mais modernas bibliotecas do país, com total acessibilidade. É uma biblioteca moderna, interativa, com local para as crianças, as famílias, tem monitores", destacou o governador Geraldo Alckmin. 

O projeto é uma parceria das secretarias da Cultura e do Meio Ambiente e tem investimento total de R$ 9,2 milhões. O foco do acervo, que hoje já conta com mais de 15 mil títulos, é em literatura, atualidades e meio ambiente. O novo equipamento tem como principal objetivo promover a literatura e estimular a leitura, oferecendo um ambiente aconchegante, convidativo, que conta com programação cultural intensa e informação em várias mídias – incluindo jogos eletrônicos – como estratégia para atrair o público.

"É uma biblioteca maravilhosa dentro do Parque Vila-Lobos, que hoje recebe um milhão de pessoas por mês. Quadruplicou o número de usuários da estação Villa-lobos, aqui da CPTM, muita gente vindo de outras cidades; é um parque muito agradável e bonito", disse Alckmin.

Na biblioteca, o sócio terá acesso a duas horas de uso do computador por dia para navegar na internet, ouvir música ou assistir filmes do acervo. O espaço também oferecerá wi-fi de graça para os visitantes. Além do acesso à internet gratuita, o público encontrará equipamentos modernos, como os livros eletrônicos e acervo atualizado, com lançamentos do mercado editorial brasileiro, best-sellers e livros para todas as faixas etárias. Constam no catálogo DVDs de filmes e musicais, histórias em quadrinhos (HQs), além de jornais e revistas. Obras sobre Heitor Villa-Lobos e Cândido Portinari, patronos do parque, também estão à disposição.

O espaço vai contar ainda com jogos de tabuleiro, games para computador, RPG e brinquedos. O acervo da BVL será circulante, ou seja, oferecerá serviço contínuo de empréstimo de livros, site com catálogo on-line, reserva de títulos presencial e on-line, serviço de sugestão e indicação de novos títulos efetuados pelos sócios. O crescimento do acervo será de três mil unidades por ano.

A Biblioteca Parque Villa-Lobos oferecerá, em seus programas permanentes, atividades culturais como oficinas, cursos, saraus, contação de histórias e clube de leitura, voltados para todos os públicos. E mais: vai promover palestras, debates, exposições, apresentações musicais e teatrais, e atividades para divulgar as expressões artísticas da comunidade local.

Pessoas com deficiência também terão acesso integral a todos os ambientes e ao acervo, com auxílio de equipamentos especializados e funcionários treinados. Entre os aparelhos de tecnologia assistiva estão folheador de páginas, mesa ergonômica, leitora autônoma, reprodutor de áudio, régua braile, teclado e mouse adaptados, computador com leitor de tela e ampliador de caracteres. Já as pessoas com deficiência visual vão ter acesso ao acervo em braile, livros falados e audiolivros.

Fonte: Governo do Estado de SP