Bloco ‘Me Segura senão eu caio’ pede inclusão de pessoas com deficiência no Recife

Foto de integrantes do bloco em cadeiras de rodas
Compartilhe:

O décimo desfile do ‘Me Segura senão eu caio’, bloco carnavalesco de inclusão de pessoas com deficiência, reservou este ano uma ala exclusiva para as crianças. A agremiação saiu às ruas da Zona Oeste do Recife na tarde da última quarta (11). A concentração ocorreu na Praça Barreto Campelo. De lá, o bloco seguiu para as ruas Dom Manoel da Costa, José Bonifácio e Conde de Irajá em direção à Praça da Torre.

A ideia de integrar crianças ao bloco partiu do Instituto Arthur Vinicius, ONG que atende pessoas com mielomeningocele e hidrocefalia, malformações congênitas que impossibilitam movimentos dos membros inferiores. "Estamos felizes em trazer nossos filhos que nunca puderam brincar o carnaval antes", disse Sandra do Ramo, uma das representantes da entidade.

Para o presidente do ‘Me segura senão eu caio’, André Damião, a participação da criançada é uma alegria para a folia, pois "renova e abrilhanta o carnaval". O Rei Momo e a Rainha do carnaval do Recife prestigiaram a agremiação, que ainda contou com a apresentação do maracatu da Associação de Pais e Amigos das Pessoas com Deficiência do Banco do Brasil (APABB).

Fonte: G1