Parque de Guarapari, ES, abre trilha para pessoas com deficiência física e mental

Foto do Parque de Guarapari
Compartilhe:

O Parque Estadual Paulo Cesar Vinha, localizado em Setiba, Guarapari, começou o ano com um novo projeto de inclusão social. Pessoas com deficiência física e visual têm a oportunidade de fazer uma trilha e se aventurar pelas áreas de preservação ambiental da reserva, amparados pela equipe do parque. Ao todo, os participantes podem percorrer quase dois quilômetros.

Com um mapa em braile na mão, as aposentadas Celita Macedo, de 67 anos, e Laura Amorim, de 61 anos, que perderam a visão já adultas, ganharam mais segurança para fazer o trajeto. Para completar o grupo, Guilherme Barbosa, de 54 anos, seguiu em uma cadeira de rodas especial para a areia. "Maravilhoso. Eu nunca tinha feito. Quando eu vi, não imaginava na hora. Nunca imaginei poder fazer. Sempre tive vontade", afirmou Guilherme.

A trilha é considerada leve para os visitantes convencionais. Apesar disso, para o grupo com necessidades especiais, os desafios são maiores. Ao longo do trajeto, os guias apresentam a vegetação nativa e os animais que moram na reserva.

Para quem tem deficiência visual, os sentidos parecem mais fortes, como o tato, olfato e paladar. É por isso que os guias tentam fazer com que as plantas sejam tocadas e sentidas pelos participantes.
Ao avistar um tatu, animal comum na reserva, a coordenadora do projeto Karla Fafá explicou que ele é um animal que quase não exerga e, por isso, sai correndo com qualquer barulho. "Já que ele não enxerga, ele faz parte do nosso grupo", brincou a participante Laura Amorim.

O mesmo bom humor de Laura é o que acompanhou o grupo por toda a trilha. Apenas os efeitos da seca preocupam quem passa pela reserva. Em um trecho, onde há uma placa de risco de afogamento, a lagoa que pode chegar a até dois metros de profundidade agora está seca.

A trilha chega ao fim quando os participantes sentem o vento e ouvem o barulho do mar. Para a coordenadora Karla Fafá, é importante estar atento às necessidades de quem passa pela trilha. "A gente busca saber qual é o melhor trajeto, o que o grupo quer, como vai ser mais adequado. E aí o acolhimento é feito de modo adequado", contou.

A aposentada Celita Macedo elogiou o passeio e revelou a vontade de estar sempre em contato com a natureza. "Eu gostaria de morar num mato desse ao invés de na cidade, com lagoa perto. Vou voltar para casa renovada", disse.

Serviço
Para participar, os interessados devem ligar para o telefone (27) 3636-2571 e agendar a visita.

O Parque Estadual Paulo Cesar Vinha fica às margens da rodovia ES-060, também conhecida como Rodovia do Sol, com entrada no km 37,5, em Guarapari.

Fonte: Rede SACI