Centro de cuidados a pessoas com deficiência é inaugurado no Papicu, em Fortaleza

Foto de pessoas com deficiência presentes no Centro
Compartilhe:

Um local de apoio para pessoas com deficiência e também para os familiares, que muitas vezes não têm condições de oferecer o cuidado adequado. Assim, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros) definiu o Centro-Dia de Referência para Pessoas com Deficiência, inaugurado pela Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra). O equipamento, localizado no bairro do Papicu, tem o objetivo de oferecer cuidados a jovens e adultos, entre 18 e 59 anos, com deficiência e em situação de dependência.

De acordo com a coordenadora do Centro, Nanci Gomes, o local atende pessoas com múltiplas deficiências, desde a física à intelectual. Serão oferecidos cuidados diversos, além de alimentação e atividades artísticas e culturais. O intuito é promover a convivência comunitária, ampliar as relações sociais e evitar o isolamento. Para Cláudio Ricardo, titular da Setra, o Centro será importante para que os atendidos se sintam inclusos socialmente e tenham atividades voltadas para a limitação de cada um.

“Atividades que melhoram o vínculo comunitário e o dia a dia serão praticadas no Centro. A equipe que vai atender as pessoas com deficiência e seus familiares é qualificada e está preparada para dar a assistência necessária”, conclui Ricardo.

Para ser atendido pelo Centro-Dia de Referência é necessário um encaminhamento dos Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado da Assistência Social (Creas).

O Centro

O local que sedia o equipamento existe há mais de 40 anos. Lá, funciona também o Recanto Psicossocial, que já atendia pessoas com deficiência. O Centro-Dia de Referência é uma parceria da Prefeitura com o Recanto. O local tem estrutura com acessibilidade e conta com vários profissionais. Dentre eles, cuidadores, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e psicólogos.

Camila Moreira, 20, tem esclerose tuberosa e autismo. Ela é atendida pelo Centro há 10 anos. Solange Moreira, mãe dela, conta que o cuidado e a dedicação dos profissionais que trabalham no local é o que mais chama a atenção. “Até para as mães eles (profissionais) desenvolveram atividades. Nós fazemos artesanatos e ajudamos o Centro com a venda dos produtos. Fico muito feliz com a ajuda que eles me dão em relação à deficiência da minha filha e com o carinho deles pelas famílias”, explica emocionada.

Serviço

Centro-Dia de Referência para Pessoas com Deficiência

Atendimento: De segunda a sexta-feira, das 7h às 17 horas.
Onde: Rua Ari Barroso, 55,

Papicu (próximo ao Hospital Geral de Fortaleza)

Fonte: O Povo