Detran-MS agora tem veículos adaptados para aulas práticas de pessoas com deficiência física

Dois homens dentro de um carro adaptado para pessoas com deficiência
Compartilhe:

Conseguir tirar a carteira de habilitação especial é um sonho de muitos deficientes. Pensando nas dificuldades enfrentadas por estas pessoas, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS)  adquiriu, na ultima sexta-feira (27), dois carros zero quilômetro adaptados para a realização de aulas e provas práticas para candidatos com deficiência.

partir de hoje o Detran-MS conta com três veículos adaptados e uma moto, aumentando assim o número de atendimento aos candidatos a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) especial.

Segundo dados do departamento, a fila de espera no Estado, atualmente, é de 130 pessoas. O Detran oferece as aulas práticas gratuitamente, o que aumenta a procura por esse atendimento diferenciado.

As aulas práticas para tirar a carteira de habilitação fazem parte de um processo obrigatório e necessário para quem está querendo obter a CNH e poder dirigir tranquilamente seu veículo. “As leis de trânsito são as mesmas para todos, a nova gestão do Detran coloca o usuário em primeiro lugar. Queremos oferecer a oportunidade de inclusão as pessoas com deficiência física no trânsito, todos temos direito a locomoção”, afirma o diretor-presidente do Detran-MS Gerson Claro.

Segundo Gerson Claro, “com a aquisição desses dois veículos, o processo da CNH especial terá mais agilidade, encurtando o período de espera para a realização das aulas práticas. Nós estamos implantando mais rigidez no processo da primeira habilitação, como a biometria, monitoramento entre outros, mas queremos oferecer aos nossos usuários uma boa infraestrutura”, conclui.

Para tirar a primeira carteira nacional de habilitação (CNH), a pessoa com deficiência frequenta aulas teóricas e práticas como qualquer candidato, passa por um exame médico e a prova prática é feita por uma banca especial, conforme artigo 21 da resolução 168 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Para mais informações sobre este processo acesse o site: http://www.detran.ms.gov.br

Fonte: A Crítica