Pessoas com deficiência são ampla minoria em Hollywood, diz estudo

Pessoas e personagens com algum tipo de deficiência são sub-representadas nos cinemas

Cena do filme "Como eu era antes de você". Em um salão de festa, um homem e uma mulher estão vestidos à rigor: o jovem usa smoking, já a moça, um vestido vermelho, os dois têm expressões divertidas e serenas
Compartilhe:

Pessoas com necessidades especiais são amplamente sub-representadas em Hollywood, polo da indústria cinematográfica norte-americana, indica um estudo realizado pela Escola de Comunicação e Jornalismo da Universidade do Sul da Califórnia.

Guiado pela pesquisadora Stacy Smith, chefe do departamento que estuda mídia e diversidade, uma equipe analisou os 100 filmes de maior orçamento nos Estados Unidos em 2015 e concluiu que Hollywood não tem apresentado histórias o suficiente sobre pessoas com deficiência.

Apenas 2.4% dos personagens que tem falas ou nomes nas tramas dos filmes avaliados representam pessoas com deficiência. De acordo com o mais recente levantamento realizado pelo governo americano, 56.7 milhões cidadãos dos Estados Unidos, 18.7% do total, possuem alguma deficiência.

Dos poucos personagens com deficiência que apareceram nos 100 principais filmes de 2015, 61% tinham algum tipo de deficiência físicas, 37.1 % com deficiências mentais ou cognitivas e 18.1% possuíam deficiências relacionadas à comunicação. Os personagens com deficiência são predominantemente brancos (81%).

Fonte: Adoro Cinema