Novo Olhar: mulheres com deficiência e eficiência

No mês da mulher, o blog “Novo Olhar” lista grandes nomes femininos com algum tipo de deficiência que se destacaram

Saed de los Santos - Frida Kahlo
Compartilhe:

O blogo Novo Olhar, do site G1, publicou nota com relação de mulheres com deficiência que se destacaram. Abaixo, a matéria na íntegra:

Nascer com uma limitação física já foi sinônimo de incapacidade, inutilidade e exclusão. Com o passar do tempo, as pessoas com deficiência de qualquer natureza, foram construindo suas histórias, traçando seus caminhos e mostrando à sociedade sua capacidade de superar limites e ultrapassar barreiras pessoais e sociais.

Não são poucos os exemplos apresentados aqui no blog, de pessoas simples do nosso cotidiano, que nasceram com alguma deficiência e não se deixaram invadir pelo desânimo, acomodação e conquistaram o seu espaço, mesmo quando tudo parecia impossível ou muito difícil.

Hoje, vamos mostrar exemplos de mulheres fantásticas, que fizeram história, ao transformar limitações físicas, numa ponte para incentivar outras pessoas e construir novos caminhos para outras pessoas com deficiência.

São elas:

Laura Bridgman:
Nasceu em 1829 em Hanover nos Estados Unidos. Foi a primeira mulher a estudar a língua inglesa, mesmo sendo surda e cega desde os dois anos de idade. Foi professora da escola Parkins para cegos. Morreu em 1889.

Helen Keller:
Nasceu em 1880. Foi a primeira pessoa surda e cega a conquistar um bacharelado. Escritora, conferencista e ativista social americana também conhecida por suas obras na literatura e cinema. Morreu em 1968.

Frida Kahlo:
Nasceu em 1907, no México. Foi uma das maiores figuras representativas do feminismo. Teve a perna amputada aos 45 anos de idade. Morreu em 1954.

Maria da Penha:
Nasceu em 1945, no Ceará.  Foi vítima de violência doméstica que deu nome a Lei que defende as mulheres ( Lei Maria da Penha),  ficou  paraplégica por conta das agressões que sofreu do ex-marido. É farmacêutica e hoje é representante dos movimentos feministas.

Dorina Nowill:
Nasceu em 1919 em São Paulo. Ficou cega aos 17 anos devido a uma infecção ocular. Seu legado foi a criação e implantação de instituições, leis e campanhas em prol das pessoas com deficiência visual. Idealizadora e fundadora da Fundação Dorina Nowill, associação que atende  cegos.

Mara Gabrilli:
A Deputada Mara Gabrilli, nasceu em 1967 em São Paulo. Sofreu um acidente de carro que a deixou tetraplégica aos 27 anos de idade. Formada em publicidade e psicologia, fundou o Instituto Mara Gabrilli, que atende pessoas com deficiência.

Ana Rita de Paula:
Nasceu em 1962 em São Paulo, com uma deficiência congênita e progressiva, que a deixou na cadeira de rodas. Psicóloga, ganhou muitos prêmios por se dedicar a dar visibilidade para pessoas com deficiência e pela sua luta visando inclusão e acessibilidade.

Vanessa Vidal:
Nasceu no Ceará em 1984. Tem deficiência auditiva desde a infância e formou-se em ciências contábeis e letras/libras. Em 2008, ficou em segundo lugar no concurso de Miss Brasil, sendo a primeira candidata com deficiência. Hoje ela luta pela inclusão.

Diante de mulheres com tamanha eficiência, não conseguimos enxergar suas deficiências. Precisamos sim, lançar um Novo Olhar para cada uma delas e fazer das nossas limitações, uma forma de traçar caminhos e ajudar sem limites outros seres humanos.

Fonte: Blog Novo Olhar – G1