Conheça curiosidades sobre o sistema braille

Para marcar o Dia Nacional do Braille, a Fundação Dorina Nowill reuniu algumas curiosidades sobre o sistema para leitura de pessoas com deficiência visual

Foto mostra dedos em close, tateando um texto em braille.
Compartilhe:

8 de abril é o Dia Nacional do Braille, sistema de escrita e leitura por tato criado para pessoas com deficiência visual.

Para marcar a data, a Fundação Dorina Nowill reuniu algumas curiosidades sobre o sistema. Acompanhe:

– O Braille foi criado por Louis Braille, na França, há 192 anos e continua se adaptando a toda a evolução da escrita;
– O Dia Mundial do Braille é comemorado em 04 de janeiro, data de nascimento de Louis Braille;
– O sistema Braille é um método de escrita e leitura baseado no tato;
– O Braille é a combinação de seis pontos que formam 63 caracteres em relevo;
– A cela braille é formada por duas colunas de três pontos;
– Há combinações para a representação de letras, números, símbolos científicos, notas musicais, fonética e informática;
– Nem toda pessoa cega lê o Braille, e isto se dá por diferentes motivos: perda visual na idade adulta, falta de sensibilidade no tato por diferentes patologias;
– O braille é utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão, e a leitura é feita da esquerda para a direita, utilizando-se uma ou ambas as mãos;
– Cada caractere do Sistema Braille pode ser percebido com apenas um toque da parte mais sensível do dedo indicador (a polpa);
– Cada página em tinta corresponde a aproximadamente três páginas em braille;
– Os livros em braille devem ser preferencialmente transcritos em papel sulfite de gramatura 120;
– O Sistema Braille obedece a regras internacionais de altura do relevo e de distância entre pontos, entre “celas” e entre linhas;
– O braille também pode ser escrito à mão, utilizando uma ferramenta chamada reglete e outra chamada punção, que funcionam como caderno e caneta;
– A escrita manual deve ser feita da direita para a esquerda para garantir o relevo ao virar o papel que foi puncionado;
– Segundo o Censo 2010, existem no Brasil mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil cegas e 6 milhões com baixa visão.

Fonte: Assessoria

  • Leandro Rodrigues

    O Braille é sem dúvida revolucionário. Li hoje que apenas 10% dos norte-americanos cegos se comunicam em braille e fiquei impressionado. Pensei que era ao contrário, que a maioria sabia. Para quem interessar conhecer sobre o Braille no Brasil, recomendo o documento Grafia Braille para Língua Portuguesa (do MEC), um e-book com 106 páginas disponível no site http://institutoitard.com.br/produto/braille/
    Nesse e-book tem inclusive notas sobre escrita Braille no contexto da informática, muito legal.
    Segundo dados do censo da educação básica de 2015, do total de 930.683 pessoas com deficiência matriculadas em escolas especializadas e regulares, 75.433 são cegas ou têm baixa visão.