Anitta recruta bailarinos com Síndrome de Down e deficiência física

A cantora apresentou alguns de seus novos companheiros de palco via stories do Instagram na semana passada

Anitta no palco com seus dançarinos - um deles com síndrome de Down
Compartilhe:

Anitta segue quebrando todos os padrões: para sua apresentação no Prêmio Multishow, que rolou na última terça-feira, a cantora recrutou um time de novos bailarinos, entre eles, pessoas com deficiência física, Síndrome de Down, plus size… E viva a diversidade!

Ela apresentou alguns de seus novos companheiros de palco via stories do Instagram na semana passada. Felipe Rodrigues, que tem Síndrome de Down e já dançou ao lado de Valesca Popozuda e Naldo, fez sucesso com os seguidores da cantora. “É, tá todo mundo falando de você. Uma fama, uma loucura. O Brasil te ama!”, disse ela.

A ação, porém, não passou ilesa de críticas. Alguns internautas acusaram a carioca de querer chamar atenção a todo custo. Ela rebateu os comentários afirmando que o intuito é jogar luz sobre os casos de pessoas com deficiências. “Depois as pessoas ainda perguntam por que o Brasil não anda bem. Estou doida pra chamar atenção mesmo… pra um assunto muito importante que o nosso povo quase não dá atenção. Pessoas assim têm limitações. Mas não é impossível de trabalhar. É preciso adequar agenda, estrutura local, custos, limitações de cada um para estar dentro de um show inteiro…”, escreveu.

Beatriz da Rocha Ribeiro, dona de casa de 52 anos, é outra que integra a nova equipe de bailarinos. Ela é mãe de Thais Carla, modelo plus size e dançarina do time fixo de Anitta. Além de Felipe e Beatriz, quem mais faz parte do novo crew são Felipe Campus, de 33 anos, bailarino e modelo plus size, Camille Rodrigues, 25, atleta paralímpica da seleção brasileira de natação, e Vanessa Abreu, 29, bailarina e cadeirante.

Fontes: UOL e UAI