Seminário discute acessibilidade em Cabo Frio

Além de discutir a construção de cidades mais inclusivas, os participantes vivenciarão as barreiras de acessibilidade de Cabo Frio

Arte em fundo verde, com os símbolos das deficiências intelectual, visual, física e auditiva dispostos verticalmente, da esquerda para a direita
Compartilhe:

A relação entre acessibilidade e a mobilidade urbana será discutida no Seminário de Acessibilidade da Região dos Lagos. O evento, promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), ocorrerá nos dias 4 e 5 de fevereiro, no Centro de Convenções do Hotel Marlen (Rua Francisco Mendes, 437, Praia do Forte. Cabo Frio). Além de discutir a construção de cidades mais inclusivas, os participantes vivenciarão as barreiras de acessibilidade de Cabo Frio.

“O objetivo do Conselho com o seminário é colocar o tema da acessibilidade na pauta dos gestores públicos e dos planejadores urbanos. Uma cidade acessível às pessoas com deficiência (física, visual, intelectual e mental) e às pessoas com mobilidade reduzida é uma cidade melhor para todos”, afirmou a coordenadora da Comissão de Acessibilidade do CAU/RJ, Regina Cohen. Ela explicou que a cidade tem realizado algumas ações na tentativa de se tornar mais acessível, como no acesso às praias e táxis com acessibilidade, embora o transporte ainda seja um desafio.

A programação inclui palestras sobre experiências na área de acessibilidade em Cabo Frio e na Região dos Lagos, normas e leis e acessibilidade em espaços públicos, com destaque para o Programa de Calçadas em Itaboraí, além de depoimentos.

Um dos pontos altos do evento será o workshop de vivência das barreiras de acessibilidade, em que os participantes são divididos em grupos com cadeira de rodas, vendas ou bengalas e passam por experiências como pegar um transporte ou atravessar a rua, de modo a perceber as dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência.

Confira a programação completa abaixo:

Segunda-feira, 4 de fevereiro

17h – Mesa de abertura
Presidente do CAU/RJ – Jeferson Salazar
Coordenadora da Comissão Temporária de Acessibilidade – Regina Cohen
Superintendente dos Espaços Culturais de Cabo Frio e conselheiro do CAU/RJ – Sérgio Nogueira
Representante do Conselho Estadual para Política de Integração da Pessoa com Deficiência

18h – Palestra: A experiência em acessibilidade no município de Cabo Frio
Arquiteto e urbanista, secretário municipal de Desenvolvimento da Cidade e Meio Ambiente de Cabo Frio – Felipe Araújo

Terça-feira, 5 de fevereiro

9h30 – Workshop de vivência das barreiras de acessibilidade
Coordenadora da Comissão Temporária de Acessibilidade do CAU/RJ – Regina Cohen
Arquiteto e urbanista, superintendente de Projetos da Prefeitura Municipal de Cabo Frio – Anne Apicelo
Arquiteto e urbanista – Luiz Gustavo

14h – Avaliação do workshop junto aos participantes

14h30 – Palestra: Normas e leis de acessibilidade
Advogado, membro da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB/RJ – Caio de Souza

15h – Palestra: Acessibilidade nos espaços públicos
Arquiteto e urbanista – Luiz Gustavo

15h30 – Depoimento: Programa de Calçadas em Itaboraí
Arquiteto e urbanista da Prefeitura de Itaboraí e conselheiro do CAU/RJ – Vicente de Paula Rodrigues

15h50 – Depoimento e debate: Experiências em acessibilidade na Região dos Lagos

Fonte: Assessoria