Angela Maria da Silva Nogueira

Compartilhe:

Há exatamente nove anos, comecei a ter umas dores nos joelhos, mas não dei muita importância. Com o passar do tempo, tudo foi se agravando e os médicos diziam não saber o que eu tinha. Quando foi descoberto que eu tinha artrose, já estava em estágio muito avançado nos joelhos e quadril. Minha coluna também sofreu danos.

Hoje, com cinquenta e quatro anos não ando sem auxílio de uma bengala e estou perdendo a coordenação das mãos. Não consigo ficar um minuto de pé. Olhando com outros olhos, pude ver pessoas em situações piores que a minha e que são felizes. Obrigada senhor por estar viva e por poder enxergar e viver um dia de cada vez. O resto é mera consequência.